fundo parallax

Aos que querem crescer…

Melhor profissão atualmente: determinando seu destino profissional com informação.
14 de agosto de 2017

 


1 – TÁ CONTIGO

É, o conhecimento está dividido em matemática, português, ciências, etc. Basta seguir o que está sendo pedido e tudo continuará bem…Humm… “mais ou menos”. Logo ali na frente, em algum momento, você encontrará opções, alternativas sobre o que estudar e, dizer sim ou não, significa fazer escolhas muito importantes, independente do quanto você está preparado para responder.

Imagine seu futuro como profissional como se fosse uma quantidade enorme de portas. Cada porta terá algumas coisas maneiríssimas, e outras bem chatas, e disso ninguém pode fugir, mas a “pegadinha” é que elas estão relacionadas a sua felicidade.

Pois bem. Sua primeira opção é a seguinte: Ou você começa a pesquisar como é cada possibilidade ou os outros vão sugerir algo que acham melhor para você. E aí?! Vai deixar na mão dos outros essas escolhas.

Lembre-se: Daqui a 8, 10 anos, você estará, a cada cinco dias da semana, durante 8 horas por dia, em um ambiente profissional, trabalhando e se relacionando sobre assuntos que, em algum momento, foram escolhidos junto com a sua opção profissional.

Dica: Comece agora a entender como as profissões são e como elas te influenciam, te chamando para aprender mais ou te afastando, porque não tem nada a ver contigo.




2 – ENSAIO

Pedir para que você se decida por algo que irá impactar na sua vida toda é algo, no mínimo, desconfortável. Bate aquela agonia:” ..e se eu errar”, mas calma. Tem remédio.

O remédio vem com o entendimento que você pode mudar de idéia várias vezes. Isso mesmo. Não gostou ?! Reanalisa e muda. Simples. Imagina que você está gravando um vídeo pro Youtube, e te dizem que será visto por milhares de pessoas…dá nervoso, não?! O que você faz então, começa antes a ensaiar e ver se fica do jeito que pensou…não está bom, grava de novo, corrigindo o que não estava legal…até que se sinta mais seguro e comece a gravar “valendo!”

Escolher um futuro profissional também. Entenda o que cada profissão irá pedir de você…imagine-se trabalhando naquilo…não está bom?!…tem algo que não pode ser superado com estudo ou simplesmente você não gosta de fazer?! Busque outra profissão, um pouco ou totalmente diferente…até que se sinta mais seguro e diga para você mesmo: “QUERO ISSO!”


3 – NAMORAR OU FICAR: EXPERIÊNCIAS

Não interessa se você tem 14 ou 41 anos, todas as pessoas tem coisas que nunca fizeram na vida, e começar alguma coisa nova afeta a todos de maneiras parecidas (suor, coração acelerado, boca seca)… a única diferença é que a pessoa de 41 anos já passou pelo que a pessoa de 14 anos está passando, mas todos nós temos novos desafios pela frente.

O que vou escrever aqui serve para os dois: Novas descobertas nessa coisa tão séria, chamada MERCADO DE TRABALHO. No caso daqueles que estão dando os primeiros passos, é um pouco mais difícil, mas a receita para se sentir pronto para os novos desafios é a mesma.

Imagine-se a fim de uma garota ou de um rapaz. Não chegue logo sem conhecê-lo. Voce poderá se sentir despreparada e a pessoa, assustada. Comece a tentar conhecer a outra pessoa antes, o que gosta da fazer, como passa seus dias, quais são as coisas que divertem ou que a deixam chateada. Depois veja se estas características tem a ver contigo, imagine se você vai se sentir bem com essa pessoa durante um dia inteiro…e não idealize. Nem ela nem você são perfeitos, isso eu garanto.

Quando você finalmente encontrar a pessoa, depois dessa preparação, você se sentirá seguro e já vai saber se quer namorar, ficar, ou…apenas olhar pra ela e não querer nada.

Veja as opções profissionais da mesma forma. Não se aventure sem conhecer pelo menos um pouco das opções profissionais que estão por aí…muitas vezes elas querem casamento para a vida toda….topa?!


4 – MUNDO PERFEITO

Imagina um jovem que sonha em morar em uma mansão, que fica no alto de uma montanha numa ilha ensolarada só sua, no Pacífico, com uma Ferrari na garagem e casado com uma modelo linda…totalmente diferente do que tem hoje, que é namorar a menina que mora no bairro vizinho, indo lá de ônibus todo final de semana.

Pois bem, aparece o gênio, aí vem aquela história toda que vc já sabe…e qual a moral da história?! Parece o ideal, mas vamos verificar os detalhes: 1) não adianta uma Ferrari no alto da montanha em uma ilha 2)Ilha no pacífico é lindo, no cinema tudo é lindo, mas sem supermercado e padaria, e outras coisas que a gente precisa e não dá valor, o paraíso vira pesadelo, e a super modelo, bom…linda ela deve ser, mas se ela vai ficar a fim de você, só vendo.

O objetivo dessa história é mostrar que todos nós temos sonhos, mas independente de qual for seu sonho, é preciso pesquisar antes para saber os detalhes, entender o que virá junto com o “mundo perfeito que sonhei pra mim”…e desculpe, esqueça a possibilidade do gênio na garrafa.

Vamos voltar a sua namorada do bairro vizinho, à distância de uma viagem de ônibus…seja feliz com o seu presente enquanto pesquisa sobre seu futuro. Não seja escravo de um futuro, sacrificando todo o seu presente. Equilibre o “onde estou” com “estou caminhando para chegar lá”!


5 – PAREDES INVISÍVEIS

Vou tentar definir você : Uma pessoa que conhece o mundo pelas experiências que já teve, somado aos que teus pais, parentes e conhecidos já te falaram sobre suas experiências pessoais e sobre a vida, e junto com isso existem todas as expectativas que você tem do que é o mundo e da imaginação de coisas que ainda não viu e viveu.

Tá…eu sei que essa definição está meio tosca e precisa de uma série de “ajustes”…mas também não está tão ruim assim.

O que quero aqui é te mostrar que, não só você, mas todos, temos muita informação sobre algumas coisas que nos são passadas, mas existe muita coisa que não chega até nós, coisas que são interessantes mas, no nosso círculo de amizades, acabam desconhecidas…as paredes invisíveis.

Quando falo sobre plano de crescimento profissional, desejo que todas as pessoas tenham mais informação sobre ocupações que já conhecem, mas também descubram alternativas que possam despertar curiosidades ou até o desejo de crescer em um desses novos caminhos.

Voce não precisa escolher opções diferentes do que já conhece, precisa às vezes, apenas, saber que existem.


6 – ESCOLHENDO UM JOGO

Nas aulas de educação física, possivelmente, você teve ou terá contato com Handebol, basquete, futebol de salão, vôlei, atletismo, e nada impede que você se interesse por todos esses esportes, mas quando você quer ser bom em um deles, é normal começar a fazer opções sobre o que quer aprender: técnicas, exercícios específicos ou vídeos no youtube de pessoas que se destacaram no que te interessa.

Essas escolhas vão fazer com que tenha mais tempo para se aperfeiçoar, além de ser algo que te proporciona mais prazer em fazer…é isso! Escolher o que te dá mais prazer e ter mais tempo para se aperfeiçoar.

Imagina agora que você no futuro, seja ele qual for, estará em algum lugar, trabalhando em alguma coisa e, se dominar a técnica do que faz, fará melhor e terá mais prazer, pois sabe que faz aquilo bem.

Então já sabe: Escolha entre as opções, veja no que é bom e do que gosta, dê atenção especial ao que escolheu e, quanto antes escolher, mais tempo terá para aprender novas técnicas e treinar…e lembre-se, ao pesquisar, antes de escolher, procure também sobre esportes que ainda não conhece…pode estar ali e seu jogo preferido.


7 – MOTIVAÇÃO

Tem alguns vídeos sobre motivação que são, simplesmente, de arrepiar. Voce acaba de ver e se sente com uma vontade louca, com aquela certeza de que as coisas acontecerão, pois você pode (e pode mesmo)…então não tem nada errado, né ?! Não, não tem nada errado. O vídeo é sério, você tem esse poder, basta trabalhar naquilo que deseja. Então, o que que está pegando, qual o objetivo deste texto ?!

Vou explicar: Motivação te leva a conquistar seus objetivos, mas o que vejo hoje é que muitos tem objetivos vagos, indefinidos, tipo “quero ter sucesso” e se alguém perguntar em que ou como, a resposta para muitos será “no que aparecer, me sinto podendo fazer qualquer coisa”…

Acontece o seguinte efeito: Toda aquela energia do vídeo, ou do texto, ou de sei lá o que, depois de alguns dias vai se reduzindo por falta de um objetivo que concentre as atenções, que dêem foco, ela simplesmente se dispersa …não se sintam mal se isso acontecer com voces, basta que escolham algo que valha a pena, que seja possível de ser conquistado, coloquem a motivação para trabalhar para este objetivo bem definido, e tudo dará certo.


8 – MEDO

“E se eu errar?”…esse sentimento é mais fácil de aparecer do que vontade de comer pipoca. É normal, em maior ou menor escala todo mundo se pergunta às vezes, e não é pra brigar com ele. Quando ele aparecer na sua cabeça, receba-o com tranquilidade, e explique para você mesmo: Entre o branco e o preto, existem milhares de tons de cinza.

O que significa: Que independente da sua escolha, você terá uma parcela de acerto e uma parcela de erro, isso é o mais comum, e mesmo que você se sinta mal com a própria escolha, poderá ter alguma coisa que o fará se sentir mais experiente.

Não é para sair tomando decisões sem pensar, mas também não é para ficar paralisado porque tem que decidir. Comece a praticar a saudável experiência de pesar os “prós e contras” de cada opção, e você verá que rapidamente se sentirá uma pessoa mais madura.

Isso é exatamente o que deve ser feito na escolha de um futuro profissional. Puxe para você a responsabilidade de decidir, não por impulso ou instinto, mas considerando quem você é e o que cada carreira pede.


9 – SALÁRIO É IMPORTANTE ?

Sim….repito: Sim! Ao escolher um futuro profissional, ao se deparar com duas ou mais carreiras onde você tem que investir tempo e dinheiro, dê a importância que o salário tem. E qual a importância que o salário tem?

Não é o que parece no primeiro momento. Tem gente que olha duas opções de carreira e escolhe aquela que tem o salário mais alto…porque tem o salário mais alto. Não é assim!

Vou exemplificar. Ao pesquisar sobre qual carreira escolher, você tem as seguintes opções: 1) Um salário ótimo, uma ocupação interessante e a necessidade de me dedicar somente ao trabalho minha vida inteira 2) Um salário bom, uma ocupação interessante e a possibilidade de equilibrar o tempo entre trabalho e minha vida social/ familiar 3) Um salário ruim, uma ocupação qualquer e que demande pouco tempo de trabalho na semana

Te pergunto então: Vale a pena ter dinheiro e não ter tempo ou saúde para aproveitar a vida?…e vale a pena ter tempo mas não ter dinheiro para gastar no que for necessário?

Então valorize a informação sobre a expectativa de salário, mas nunca a considere sozinha. Dinheiro faz parte das muitas necessidades de um ser humano, mas ele não é o “único motivo” da vida de alguém saudável nem feliz.


10 – AH…É SÓ TRABALHO

Continha rápida sobre o seu dia: 8 horas por dia de sono + 2 horas por dia para almoço e jantar + 1 hora de condução para a maioria dos brasileiros, até aí já temos, das suas 24 horas, 11 horas ocupadas, sobraram 13. Considerando um emprego de 8 horas por dia, sobraram 5 horas para ficar com amigos, com a família ou namorada(o).

Veja então: 8 horas por dia no emprego e 5 dias fora dele. Agora me diz….é só um emprego ou, se você escolher o que gosta de fazer e se sentir bem trabalhando no que escolheu, isso vai afetar diretamente o seu humor e a forma como encara a vida?!

Então gaste um tempo definindo o seu futuro profissional, isso é conselho de amigo.


11 – O MELHOR VEM AGORA

Muitos se perguntam porque tem que aprender, durante os últimos anos do nível fundamental e o nível médio, coisas tão distintas, como física e história, geografia e biologia, etc. Bom, neste momento, as pessoas estão tentando descobrir aptidões, e em uma mesma sala de aula podemos ver aqueles grupos que gostam de coisas bem distintas dos demais.

Porque estou escrevendo isso?! Porque nesta fase as coisas parecem não se encaixar direito, pois buscamos inconscientemente uma lógica de que as partes se encontrarão em algum momento e entenderemos o todo.

O que talvez as pessoas nesta fase da vida ainda não compreendam, é que, ao escolher um objetivo profissional, algumas coisas continuarão parecendo não encaixar direito, mas os assuntos relacionados ao que decidimos aprender começarão a estar mais presentes em nossos assuntos e chamar cada vez mais nossa atenção, e as peças que pareciam soltas começam a se encaixar, fazendo com que possamos nos sentir mais completos e mais realizados.

Escolha um futuro profissional e perceba que…o melhor vem agora!


12 – QUAL SEU TIME?

Não sei se você gosta de futebol, mas mesmo que não goste, irá entender a comparação. Quando começamos a assistir as primeiras partidas, nosso interesse esta voltado para saber como são as regras, e queremos ter uma noção do esporte, como um todo. Acompanhamos os jogos com um interesse natural, e a uma certa distância, mas eis que os deuses do futebol fazem com que nos apaixonemos por um time específico, e o interesse normal passa a ser uma curiosidade enorme sobre tudo que envolve o clube, e parece que aquilo nos alegra e estimula, criando expectativas e esperanças (renováveis a cada ano).

Pois é, vamos agora falar sobre carreira. Voce talvez já esteja interessado em saber mais sobre como será sua vida daqui a dez, quinze anos, e sabe que terá uma ocupação profissional, seja ela qual for. Da mesma forma que no futebol, o que parece ser apenas um interesse distante irá se transformar em algo que irá despertar suas atenções e sua vontade de querer saber sobre tudo que envolve seus objetivos profissionais. E acredite…os deuses do futebol e os deuses do mercado de trabalho tem muito em comum.

Descubra o que te atrai e veja que é um prazer crescer como profissional e como pessoa.


13 – DE LONGE É MUITO PARECIDO

Pode parecer bobo, mas pense em 15 pessoas, a uma distância de muitos metros.Como classificá-las? Como quinze pessoas, ora. Chegue um pouco mais perto…talvez dê para perceber que 9 são homens e 6 são mulheres…um pouco mais perto e já dá para ver que alguns se vestem de forma mais comum e outros são mais “exóticos”…mais um pouco e podemos dividir entre os que são tímidos ou extrovertidos…e por aí vai…

Ocupações profissionais tem as mesmas características: Ao longe, elas se parecem muito, mas conforme nos aproximamos, vejo que existem diferenças que as identificam, e se escolhermos uma determinada formação acadêmica (que pode ser um curso técnico ou uma graduação da faculdade), nos aproximaremos de umas e nos afastaremos de outras.

O grande perigo está em decidir por um caminho de formação profissional sem decidirmos, antes, para onde queremos ir…é o seu futuro que está em jogo… escolha primeiro o objetivo, e depois o caminho, assim você caminha com a certeza dos que sabem o que querem.


14 – O TEMPO QUE O TEMPO TEM

Pensa em um número entre 0 e 100? Errou, pensa em outro…3 segundos perdidos. Tinha um compromisso e pegou o ônibus errado?!…30 minutos perdidos e alguns reais. Agendou consulta médica e faltou?!…alguns dias ou semanas perdidos. Achou que poderia se adaptar a qualquer tipo de trabalho, escolheu um curso de formação menos caro e descobriu que o que faz atualmente é insuportável?! …muitos anos perdidos e todo o dinheiro gasto na formação para trabalhar em algo que não é a sua cara.

Tem uma fase da vida da gente onde achamos que tudo funciona bem porque é assim mesmo. Não é não. Tem pessoas que cuidam da sua vida e procuram tomar decisões acertadas por você, mas chega uma hora em que as decisões são suas… por isso, pesquise bem sobre quais serão seus objetivos profissionais, e acredite, isso será muito bom, basta levar a sério.


15 – ESTABELECER UM OBJETIVO ASSUSTA ?

Bom, vamos lembrar de coisas que já assustaram: Aprender a andar de bicicleta (sem rodinha) , o primeiro beijo, o primeiro dia de aula em uma escola nova, se envolver em algum mal entendido e não conseguir explicar exatamente o que aconteceu…mas, e depois? Depois as coisas se ajeitam e a gente passa a tratar aquilo com normalidade.

O que, a princípio parece ser a escolha de um objetivo profissional? Ter que definir algo que impactará sua vida e onde você não pode errar, certo?!….parou, parou, parou…e aproveita para o mundo que eu quero descer…não é isso.

Um objetivo profissional não te prende ou escraviza. Voce não pode olhar esse objetivo e achar que imediatamente tem que começar a correr atrás do que falta, como se fosse arrumar as malas para viajar em dois dias. O processo de escolha deve ser lento, onde você pesquisa o que acha interessante…e fica com aquilo na cabeça…tenta se imaginar fazendo aquilo no futuro…converse com alguém que conheça a profissão…e não se apresse. Veja outras opções, procure conhecer ocupações profissionais das quais nunca tinha ouvido falar…pense sobre elas…compare o que pesquisou com o que acha a escolha mais provável…e deixe aquilo cozinhando na sua cabeça por dias ou semanas. Depois de uma pausa, veja se as suas certezas continuam firmes…e aí você verá que estabelecer um objetivo profissional não é um peso, é quase um namoro.

O mais importante é que você sinta que, ao escolher o objetivo profissional não foi criado um compromisso, e sim um relacionamento. O relacionamento está te sufocando?! Reveja o que te faz sentir bem, não force a barra, e se quiser mudar de planos, lembre-se que os planos e objetivos profissionais estão ali para te fazer feliz…Ah, lembre-se também que nenhum é perfeito, todos eles são o que são, com suas qualidades e defeitos.

Deixe seu comentário

Comece seu planejamento